Let’s Go Twitters!

6 05 2009

Sempre nos mantendo antenados nas redes sociais, estamos com nossa página no Twitter!

Pra quem não tem vale a pena ter!
Agora é só juntar muitos seguidores!!

Sigam-nos os Bons!!!

twitter do jovemimw

twitter do jovemimw





Dica de Site

29 01 2009

Achei um site bacana, queria compartilhar com vcs!

O Site é do Ministério Arca, um ministério q já tem marcado muitas vidas através de suas música de adoração profunda mesmo.
O Álbum “Transplantado” foi o que marcou meu coraçao e me fez admirar muito mais esse ministério, com seu novo CD “Iluminar”, Emerson Toschi mostra mais uma vez a chama de um coraçao abrasado a presença do Senhor.

Vale a pena conferir: www.ministerioarca.com.brsitearca





Ainda há Esperança

14 07 2008

Há muitas pessoas desiludidas, sem esperança, sem paz, desesperadas, achando que não há solução para as suas angústias e problemas. Existe um ditado popular que diz que a esperança é a última que morre. Contudo, há um provérbio bíblico que contradiz esse dito popular: “O Justo ainda morrendo tem esperança”. Provérbio 14:32; Porque a desesperança é característica de quem não tem Deus.

O homem e a mulher que acreditam em Deus alimentam-se diariamente da esperança que está fundamentada na Palavra de Deus: “Sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos da parte de Deus um edifício, casa não feita por mãos, eterna, nos céus”. II Coríntios 5:1

A esperança de muitos está fundamentada nos prazeres do mundo: nos bens desta vida, na vaidade da vida, na fama, no sucesso, nas pessoas, no dinheiro e riqueza, no Ter e não no Ser.

Sua esperança não é verdadeira. “… Naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo”. Efésios 2:12

Sua esperança finda na morte. “… Porque qual será a esperança do ímpio, quando lhe for cortada a vida, quando Deus lhe arrancar a alma. Acaso ouvirá Deus o seu clamor, em lhe vindo a tribulação”. Jó 27:8,9

Define-se esperança como confiança no cumprimento de um desejo ou de uma expectativa. “No Novo testamento as palavras gregas elpis e elpizein significam “expectativa” e “esperar”. O conceito de esperança é plenamente desenvolvido nos escritos de Paulo – especialmente no livro de Romanos. O paradoxo de Romanos 4:18 “esperando contra a esperança”, é uma expressão de circunstâncias que tanto ameaçam quanto impedem, e de uma esperança que resiste. Paulo diz sobre o patriarca Abraão que “sem enfraquecer em sua fé, ele enfrentou o fato de que seu corpo estava praticamente morto – já que ele estava com cerca de cem anos de idade – e que o ventre de Sara também estava morto. Entretanto, ele não vacilou, pela descrença, quanto à promessa de Deus, mas foi fortalecido em sua fé e deu glória a Deus, estando plenamente persuadido de que Deus tinha poder para fazer o que havia prometido” (Romanos 4:19-21, NVI).” E.O.O.

As bases em que estão fundamentadas a esperança do homem e a mulher de Deus são duas: 1. Nas promessas bíblicas. “Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não são para ser comparados com a Glória por vir a ser revelada em nós.” Romanos 8:18 2. No Deus das promessas e das alianças. “Mas Sião diz: o Senhor me desamparou, o Senhor se esqueceu de mim. Acaso pode uma mulher esquecer-se do Filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia não me esquecerei de ti.” Isaías 49:14,15

São duas as fontes fundamentais da Esperança. 1. Fonte geradora de esperança. (Que é a Palavra de Deus) “… a fim de que, pela paciência, e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança”. Romanos 15:4 2. Fonte alimentadora da esperança. (Que é Deus) “E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito de Deus”. Romanos 15:13

O que devemos esperar de Deus? Devemos esperar a Salvação de nossas almas. “Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Romanos 8:24 Devemos esperar a vida eterna na presença de Deus. Na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos”. Tito 1:2 Devemos esperar o prêmio, o galardão nos céus. Pois quem é a nossa esperança, ou alegria, ou coroa em que exultamos, na presença de nosso Senhor Jesus em sua vinda? Não sois vós?”I Tessalonicenses 2:19 Devemos esperar a vinda gloriosa de Jesus. “Aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus”. Tito 2:13 Devemos esperar a vitória contra as forças espirituais do mal. “O Senhor me livrará também de toda a obra maligna”. II Timóteo 4:18

Seis promessas para os que colocam sua esperança em Deus.

1. São ouvidos por Deus. Esperei confiantemente pelo SENHOR; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro.” Salmo 40:1

2. São libertos. Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo SENHOR, e ele te livrará.” Provérbio 20:22

3. São renovados espiritualmente e fisicamente a cada dia. “Os jovens se cansam, e se fatigam, e os moços de exaustos caem. Mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam”. Isaías 40:30,31

4. Alegrar-se-ão. Naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, em quem esperávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação exultaremos e nos alegraremos.” Isaías 25:9

5. São bem-aventurados. Por isso, o SENHOR espera, para ter misericórdia de vós, e se detém, para se compadecer de vós, porque o SENHOR é Deus de justiça; bem-aventurados todos os que nele esperam.” Isaías 30:18

6. Herdarão a terra. Porque os malfeitores serão exterminados, mas os que esperam no SENHOR possuirão a terra. Salmo 37:9

Jesus Cristo é a maior segurança de esperança proporcionada no coração dos que nele confiam. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pelo mandato de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança” I Timóteo 1:1 “…aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória”. Colossenses 1:27

Conta-se que durante a II Guerra Mundial, na Alemanha, algumas pessoas pobres e perseguidas se refugiaram numa caverna escura e fria, depois de terem abandonado aquele lugar medonho, achou-se inscrito numa das paredes o seguinte pensamento: “Creio no sol, mesmo que ele não brilhe. Creio em Deus, mesmo que ele esteja em silêncio. Creio no amor, mesmo que ele esteja oculto”.

Onde você tem depositado a sua esperança? Nas cousas desse mundo ou no Deus que tudo pode?

O Deus da esperança quer te alimentar a cada dia, para que, fortificado, possas vencer todas as lutas que surgirem. Com Deus, somos mais…mais…muito mais que vencedores !

Volte-se hoje para Deus, aceitando Jesus como único e suficiente Salvador.

“Há esperança para teu futuro, diz o Senhor…” Jeremias 31:17

Pr Francisco Nascimento





Arrependimento: caminho para vida

14 07 2008

Se o Meu povo que se chama pelo Meu nome, se humilhar, orar e Me buscar e se converter de seus maus caminhos então Eu vos ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” (2 Crônicas 7.14).

Arrependimento, essa é a palavra chave dessa passagem bíblica. O Senhor nos invoca ao arrependimento de nossos maus caminhos. Quer que reconheçamos nossos erros e nos voltemos a Ele, humildemente, de todo nosso coração, para assim nos perdoar e sarar a nossa terra. Infelizmente muitos de nós, por ter a certeza da disponibilidade do Senhor em perdoar, tornamos a cometer os mesmos erros. É aí onde mora o perigo. O perigo de cair e retroceder na caminhada, magoando o coração de Deus. O detalhe importante implícito nessa mensagem trata-se justamente do “não tornar a pecar”.

O Senhor é grande em misericórdia e o perdão é um dom gratuito derramado por Ele a todos nós, mas muitas vezes “abusamos” de sua infinita bondade e misericórdia e tornamos a cometer os mesmos erros, conscientemente. O arrependimento é louvável, mas o tornar a pecar é retroceder na caminhada cristã. O próprio Jesus nos deixou esta recomendação em João 8.11: “… vai e não peques mais.”

O Senhor busca por corações quebrantados e dispostos a seguir fielmente a sua Palavra. O arrependimento é o “quebrantar” do coração e a Palavra nos foi dada para ser seguida com fidelidade. Ali nos foi deixado o manual da vida, escrito pelo Próprio autor e consumador dela. Basta segui-lo. Fácil não é, mas o próprio Deus se tornou homem, carne como nós, por meio de Cristo Jesus para nos provar que é possível!

Estejamos dispostos a buscar constantemente na Palavra do Senhor a verdadeira conduta Cristã para as nossasvidas. O Senhor reconhecerá nossa sede em buscá-lo e agradá-lo. Assim ouvirá dos céus com grande alegria e verdadeiramente sarará a nossa terra!

Artigo extraído do site www.lagoinha.com




Voltemos ao primeiro amor

26 06 2008

“Lembra-te de onde caístes, arrepende-te e volta a prática das primeiras obras.”

Todos conhecemos o livro de Apocalipse. Por se tratar da revelação das últimas coisas, ele é um livro cercado de dúvidas e indagações. O livro na verdade é uma carta destinada às sete igrejas na Ásia Menor. Eram igrejas que cultuavam ao Deus de Israel e aguardavam a volta de Jesus. Porém, essas igrejas passavam por problemas espirituais e Deus, conhecedor de todas as coisas, começa o livro exortando cada uma delas. Mas as exortações desse livro também valem para cada cristão hoje, para mim e para você.

Ao anjo da igreja em Éfeso escreve: Estas coisas diz aquele que conserva na mão direita as sete estrelas e que anda no meio dos sete candeeiros de ouro: Conheço as tuas obras, tanto o teu labor como a tua perseverança, e que não puseste à prova os que a si mesmos se declaram apóstolos e não são, e os achastes mentirosos; e tens perseverança, e suportaste provas por causa do meu nome, e não te deixaste esmorecer.”

Este é o trecho da carta escrita para a igreja de Éfeso (Apocalipse 2), que foi exortada por Deus para que voltassem a prática das primeiras obras. (1-5) Segundo o comentarista da Bíblia de Estudo Plenitude (pag. 1353) esta igreja odiava o mal, não tolerava o pecado e obedecia as Escrituras. Mas o amor a Deus não era mais tão fervoroso. Viviam fazendo a obra, mas apenas por rotina, costume. A instrução do Senhor é “lembra-te de onde caístes, arrepende-te e volta a prática das primeiras obras.” (do primeiro amor) (v. 5)

Nestes dias fiquei a pensar como essa Palavra encaixava-se perfeitamente na minha vida, e no meu ministério. Quanto mais o tempo passa, mais desejamos buscar o Senhor e trabalhar para Ele. Porém, na correria da nossa vida cristã, do ativismo religioso, acabamos sendo iguais a igreja de Éfeso: dançamos porque temos que dançar, cantamos porque nosso nome está na escala do louvor, pregamos porque fomos convidado para dirigirmos o culto, vamos a igreja porque já nos acostumamos. Não toleramos o pecado, já temos a Jesus como Senhor de nossa vida, mas abandonamos o calor do primeiro amor. Quando começamos a gostar de uma pessoa e esse amor é correspondido, tudo em volta parece lembrar o nosso amado ou amada. Vivemos pensando nele (a). O amor é realmente lindo!

Sinto-me envergonhada em saber que muitas vezes abandono o primeiro amor e preciso voltar aonde caí. É vergonhoso às vezes chegar diante de Deus e dizer isso. Mas o meu “espelho espiritual” não falha! Creio que não só o meu, mas o de qualquer um que deseja ter mais do Senhor em sua vida. Ele disse a igreja de Éfeso para que se lembrasse onde havia caído e voltasse ao primeiro amor. O mesmo Ele faz conosco. Se pararmos para pensar um pouquinho, vamos ver no que temos errado. Só depende de nós voltarmos para trás e reiniciamos tudo de novo! Fazer o quê? Só temos duas alternativas: ou começamos do zero ou então ficamos no estado em que estamos. E se a nossa opção de escolha for a segunda, eis o que diz o Pai para nossas vidas: “Quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.” Sabe o que isso quer dizer? A luz do Senhor sairá de nossas vidas, de nosso ministério. Seremos sepulcros caiados. Sem a unção de Deus em nossas vidas, sem o brilho do seu olhar sobre nós, do que valerá tudo que fazemos?

A Palavra diz que devemos ser imitadores de Deus (Ef 5.1), devemos ser santos como Ele é Santo. Mesmo sabendo que estamos no erro, Ele nos dá uma segunda chance, nos perdoa e ainda nos dá presentes; Ele nos ama incondicionalmente! Olha que grande promessa Ele faz àqueles que se mantiverem fiéis ao seu propósito: “Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.” (v. 7).

Voltemos ao primeiro amor!

por Tiago Paladino




Sempre cabe mais um!

23 06 2008

AMigos

Acabe com as “panelinhas” e ponha a mesa de banquete para novos amigos

Todos nós temos amigos mais chegados, com os quais temos mais liberdade para falar sobre determinados assuntos e nos sentimos mais à vontade para nos relacionarmos. Mas isso não nos impede de conhecer pessoas e fazer novas amizades.

Nas igrejas, é comum ver as famosas “panelinhas” – um grupo de pessoas que se fecham no mundo delas e não aceitam que ninguém de fora ou de interesse entre. Essas “panelinhas” são prejudiciais aos relacionamentos e existem em todos os segmentos, onde quer que existam pessoas. Acabar com elas e transformá-las em mesas de banquete é um constante desafio para pastores e líderes. Esses grupos fechados de pessoas fazem suas acepções preconceituosas de raça, status social e financeiro. Muitas têm suas próprias regras de lealdade, isto é, se um membro da “panela” dá um vacilo, ele pode ser banido ou ignorado pelo restante do grupo. O que antes era tido como “amizade” acaba virando inimizade. Outras impõem vestuário próprio e só aceitam aqueles que se vestem da mesma maneira. Há ministério que deveria se chamar “panistério”, porque “quem não é do mesmo ministério” (ou da mesma panelinha) não é bem recebido na turma.

É triste, mas é uma realidade dentro das igrejas e que precisa ser banida urgentemente. Cumprimentar os outros, não custa nada. Sorri ou apertar a mão de alguém que você ainda não conhece, também não prejudica a ninguém, aliás, isso só faz bem para ambos.

Este tipo de comportamento “panelístico” (permita-me criar, aqui, esse neologismo cômico) é nocivo a qualquer comunidade, principalmente porque é totalmente contrário àquilo que Jesus nos ensinou sobre a importância da unidade entre os irmãos. Não foi à toa que Ele disse: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” (João 13:34.) Deus é Deus de relacionamento. Ele não nos criou para nos relacionarmos com apenas um grupo de pessoas, e muito menos quando este grupo exclui, segrega, menospreza ou afasta as pessoas. O Senhor não deseja que nos fechemos num grupo em que ninguém mais entra. Ao contrário, devemos sempre nos aproximar das pessoas, abrindo nosso “leque” de amizades para trocarmos experiências e crescermos mutuamente, conforme Paulo exorta em sua carta aos romanos: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” ( v.10).

Fica este toque para você, jovem! Que nos seus círculos de amizades sempre possa haver espaço para mais um amigo entrar. Lembre-se: aquele que conhece a Palavra de Deus é modelo para os outros e tem um diferencial no seu comportamento: é amigo, é companheiro e incentiva novas amizades. Uma pessoa que age assim afasta as “panelinhas”, impedindo-as de proliferar e contaminar os relacionamentos dentro da igreja.

“Panelas, tô fora!”
Se você faz parte de uma “panelinha” e percebe a grande importância de quebrar as barreiras para novos integrantes no seu grupo, faça esta proposta para o seu grupo e os incentive a praticar o amor de Jesus. Na maioria dos casos, eles não admitirão ser uma “panelinha” e tentarão convencê-lo de que está errado. Mas mantenha uma personalidade cristã forte e não ceda a pressões e “caras feias”. Faça o que Jesus faria se estivesse no seu lugar.

Fonte: www.lagoinha.com.br




Oficina G3 – youtube

28 01 2008

Fala Juventude!

Em uma das minhas viagens pelo mundo Youtube encontrei uns vídeos muito bacanas do Oficina G3. Curtia muito essa banda no auge da minha adolescência e começo de juventude. Escutar as músicas deles e como voltar ao passado e relembrar bons momentos na igreja e de amizade!

vale a pena relembrar essa banda gospel maravilhosa!

  por Tiago Paladino