Nomoro Cristão na internet ???

7 05 2009

Essa semana parei para analisar o que realmente fazem os sites de relacionamentos cristãos! nunca participei de nenhum deles (graças a Deus nunca precisei deles, e sou muito bem casado hoje..hehe),  mas eles me geraram uma certa curiosidade quando ouvi um amigo falar que havia se cadastrado e saído com uma pessoa que conheceu em um deles…

nomoro-critao-na-internet

Entrei em alguns deles, me cadastrei e pra saber como funciona, procurei algumas pessoas, mas não fui a fundo.

Vamos lá, vou falar o que eu achei sobre eles:

O google me ofereu pelo menos uns 75.000 links de portais de relacionamentos em que eu poderia me cadastrar para encontrar a pessoa certa,  com o peso que eu quisesse, com a cor de cabelo que eu desejasse, com a idade que eu julgo que mais se adequa a mim(alguns deles me oferecendo opção de busca “mulheres” de até 10 anos de idade) e mil e uma outras características, formando assim, a mulher perfeita que seja minha alma gêma, a mulher que Deus preparou pra mim.

A maioria cita passagens da bíblia dizendo coisas do tipo: “a primeira coisa é orar, a segunda é procurar!”. Ess tipo de coisa que soa muitas vezes hilário para mim, para outréns é uma coisa caída do céu. Nesses sites eu lí vários depoimentos de pessoas que realmente conseguiram encontrar a pessoa de seus sonhos e hoje até casaram e tiveram filhos, outros que realmente acreditam que seja uma ferramenta que Deus usa para juntar as pessoas.

Ouvi comentários de amigos dizendo que é apelação, que é um fiasco, que não vale a pena, que é anti-bíblico, que é perigoso e outros dizendo que é bom, é de Deus, tem pessoas legais, que vale a pena participar e encontrar a pessoa certa!

Como eu não tenho opnião formada do assunto, faço uma pesquisa aqui!

Comentem aí e me digam:

– Se você acredita que funciona; Se você acha que é desespero; se é apelação;  se é uma ferramenta de Deus, se é bom ou ruim!

Portanto, comente à vontade!

um abraço!

ahh vou abrir uma enquete tb!

Anúncios




Belém, cidade onde Jesus nasceu, só tem 15% de cristãos

25 12 2007

Hoje é Natal. Belém, a cidade judaica onde Jesus nasceu e que hoje se encontra ocupada predominantemente por árabes muçulmanos, está enfrentando um êxodo de sua minoria cristã, como conseqüência direta da crescente perseguição movida pelos muçulmanos radicais.

A Comunhão Internacional de Cristãos e Judeus (The International Fellowship of Christians and Jews), liderada pelo rabino Yechiel Eckstein, condena fortemente a opressão que os cristãos em Belém estão sofrendo dos muçulmanos extremistas.

As perseguições aumentaram de modo drástico desde que Israel entregou o controle de Belém à Autoridade Palestina em 1995. Na época da retirada de Israel, os cristãos eram 62% da população de Belém.

Hoje, os cristãos são apenas 15% da população de Belém. Nas áreas controladas pela Autoridade Palestina (aliás, em todo o Oriente Médio), é muito comum os muçulmanos perseguirem os cristãos.

Justus Reid Weiner, autor do livro “Human Rights of Christians in Palestinian Society” (Direitos Humanos dos Cristãos na Sociedade Palestina) afirma:

“Não só a população palestina cristã está sofrendo ameaça à sua própria existência, mas o que mais chama a atenção é que sua condição como minoria perseguida é ignorada, já que a atenção internacional está toda no terrorismo e nos planos de paz iniciais, em vez das presentes necessidades de direitos humanos”, declarou ele.

Fonte: Missão Portas Abertas